Acção Reivindicativa de Empresa

Imprimir

  

 INFORMAÇÃO 2022 - 2021 A 2019

 

 NOTICIAS SECTOR

  

 

 

  ACEDE AO COMUNICADO - CLICA AQUI - ACEDE À INFORMAÇÃO AOS OCS - CLICA AQUI - 

ACEDE À MOÇÃO APROVADA POR UNANIMIDADE E ACLAMAÇÃO

 Galeria de Fotos - Clique na imagem abaixo

 

Concentração de Dirigentes junto à sede da APICCAPS - dia 10 de Outubro, no Porto

 

   NOTICIAS TV'S

   

 

Fonte:  

RTP3 - 11-10-2022 11:02; RTP3 - 11-10-2022 12:05 -; Porto Canal - 11-10-2022 22:12 

  

 

 

ACEDE AO COMUNICADO - CLICA AQUI - ACEDE À INFORMAÇÃO AOS OCS - CLICA AQUI 

_______________________________________________________________________________________________

 

 

 

 

Trabalhadoras da Huber Tricot, dão um forte sinal do seu descontentamento, pelos baixos salários que auferem. Numa clara manifestação de união e força motivadas pela suas justas reivindicações, param a produção da empresa com uma adesão à greve de cerca de 80%. A luta continua! Força!

 

 Para aceder à Newsletter Clique AQUI

 

 

Ver comunicado clique AQUI 

______________________________________________

 

 TRABALHADORAS DA DIELMAR EM LUTA PELA MANUTENÇÃO DOS POSTOS DE TRABALHO E PELO SALÁRIO

A Direcção Nacional da FESETE SAÚDA e MANIFESTA a sua SOLIDARIEDADE com  a Luta das Trabalhadoras da DIELMAR acompanhadas pela Presidente do Sindticato Têxtil da Beira Baixa, bem coo os seus/suas dirigentes e delegados/as sidciais  

Para mais informaçao clique Aqui 

Os trabalhadores da Dielmar reúnem-se esta sexta-feira em plenário juntamente com o sindicato do setor têxtil da Beira Baixa para analisar a situação atual da empresa de Alcaíns, Castelo Branco.

Trabalhadores da Dielmar com “salário garantido” até à venda, diz sindicato

Há a hipótese da venda da empresa para salvaguardar os 300 postos de trabalho. 

  

Despedimento em fábrica têxtil que pediu insolvência e volta a abrir noutro local

Mais de 70 funcionárias foram ontem surpreendidas com o fecho de uma fábrica têxtil em Oliveira de Azeméis. As trabalhadoras foram despedidas, mas garantem que não faltava trabalho. O sindicato revela que o objectivo da empresa que pediu insolvência é voltar a abrir noutro local e denuncia vários episódios de assédio moral.

Declarações de Isabel Tavares, coordenadora da FESETE (Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis, Lanificios, Vestuário, Calçado e Peles de Portugal)

  

INFORMAÇÃO AOS TRABALHADORES GRUPO FORTUNATO O FREDERICO

 

  • Perante a prepotência do Grupo Fortunato – Kyaia, os trabalhadores continuam a sua luta na defesa dos seus direitos - Ver Nota aos OCS 
  • Trabalhadores da Somelos Mix - Fios Têxteis, S.A.  em GREVE pelo pagamento dos salários  Ver Nota aos OCS 
  • Autoridade para as Condições de Trabalho – ACT - considera ilegal a introdução das pausas e já notificou o Grupo Fortunato - Kyaia para repor a legalidade -Ver Nota aos OCS  
  • Trabalhadores do Grupo Fortunato – Kyaia concentram-se frente à Câmara Municipal de Paredes de Coura, dia 7 de Dezembro, sábado, pelas 10h30, para denunciar ilegalidades e exigir o respeito pelos seus direitos laborais 

 

  

 

 NOTICIAS TV'S - 7 DE DEZEMBRO DE 2019   

  

 NOTICIAS IMPRENSA 

Trabalhadores da fábrica de calçado Kyaia protestam contra horário alargado 

Protesto de trabalhadores da Kyaia em Paredes de Coura 

P. Coura: CGTP acusa GRUPO KYAIA de “tortura psicológica” sobre trabalhadores 

Concentração em Paredes de Coura para contestar "corte ilegal" de salários na Kyaia 

KYAIA: Trabalhadores voltam a manifestar-se em Paredes de Coura 

Trabalhadores da Kyaia concentram-se em Paredes de Coura para contestar “corte ilegal” de salários 

Kyaia acusada de “violar” contrato de trabalho ao “forçar” pausas 

Trabalhadores da Kyaia contestam “corte ilegal” de salários 

Funcionários do grupo Kyaia: "Trabalhamos de borla 20 minutos por dia"  

AOS ORGÃOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 

No dia 7 de Dezembro, sábado, pelas 10h30, os trabalhadores do Grupo Fortunato de Guimarães e Paredes de Coura vão concentrar-se junto à Câmara Municipal de Paredes de Coura, seguindo-se um Desfile. 

Esta Jornada de Luta dos trabalhadores tem por objectivo denunciar publicamente as violações do Contrato Colectivo de Trabalho pelo Grupo Fortunato e exigir justiça e respeito pelos seus direitos.  

Nesta Concentração dirigida pelo Sindicato do Calçado do Minho, estarão presentes o Secretário Geral da CGTP/IN, Arménio Carlos e dirigentes da FESETE, que irão intervir na Concentração. Ler nota à imprensa - Clica AQUI 

 Grupo Fortunato – Kyaia impõe corte ilegal nos salários de Novembro da maioria dos trabalhadores

Ler Nota à Imprensa - Clique AQUI 

ver comunicado - Clique Aqui 

CONCENTRAÇÃO - Largo do Toural 

Dia 14 de Novembro às 19h30 em Guimarães  

Trabalhadores/as do Grupo KYAIA exigem o cumprimento do Contrato Colectivo de Trabalho!

 

Ler informação enviada aos Orgãos de Comunicação Social  

 ver comunicado - clique Aqui   

Secretário Geral da CGTP/IN - Arménio Carlos, vai estar presente na Concentração no Largo do Toural, Ler mais clique AQUI